Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / 'VERGONHA"

Racismo na Libertadores: Diniz defende Fluminense e ataca Conmebol

Fernando Diniz desabafou sobre o caso de racismo na Libertadores, que aconteceu dentro e fora do estádio do River Plate; técnico se irritou com a Conmebol

Lucas Miluzzi
por Lucas Miluzzi

Publicado em 08/06/2023, às 10h19

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Fernando Diniz se irritou com os casos de racismo na Libertadores após a derrota do Fluminense para o River Plate - GettyImages
Fernando Diniz se irritou com os casos de racismo na Libertadores após a derrota do Fluminense para o River Plate - GettyImages

O Fluminense visitou o River Plate na Libertadores, e Fernando Diniz viu a sua equipe sair derrotada por 2 a 0 durante a noite da última quarta-feira, 7. No entanto, a partida ficou em segundo plano, visto que os torcedores e também toda a comissão de futebol da equipe carioca sofreram com racismo dentro e fora do Monumental de Nuñez. Em entrevista coletiva, o treinador do Tricolor desabafou sobre os atos criminosos. 

De acordo com Fernando Diniz, o que o Fluminense sofreu na Argentina foi lamentável. O técnico pediu para que a Conmebol tome providências em relação ao ocorrido no Monumental de Nuñez e classificou os ataques racistas em Buenos Aires como uma "vergonha". O treinador chegou a sugerir até o banimento dos torcedores do River Plate que apareceram falando "macaco" e fazendo gestos em diversos vídeos que circularam nas redes sociais. 

"Em relação aos casos de racismo, é lamentável. Não foi só aqui dentro do estádio. Nas ruas também de Buenos Aires. A Conmebol tem que tomar uma atitude com relação a isso. Não pode acontecer. Acontece com muita gente, não é um ou outro. São muitos. Estamos vivendo no mundo que é todo mundo irmão. Só serve quem tem linhagem europeia? Isso é uma vergonha para o país, para a cidade, para o clube", explicou antes de completar com mais um alfinetada na Conmebol.

"Permitir que torcedores como esses... isso não são torcedores, devia estar preso. Isso tem que ser crime. E o futebol mundialmente e aqui na América do Sul a Conmebol tem que tomar providências. Porque é só pegar a câmera do estádio e ver que foram vários imitando macaco. Vários. E achando que isso é bonito", finalizou.

River bate o Fluminense e segue vivo na Libertadores (Getty Images)

E sobre a derrota para o River Plate? Fernando Diniz viu um "jogo muito difícil" para o Fluminense

"Foi um jogo difícil. O River soube pressionar a gente, tivemos nossas chances. Sabíamos que o jogo seria difícil. Poderíamos ter um pouco mais de contundência no jogo. Depois que tomamos o gol, fomos melhores na partida até o fim do jogo. Tivemos a nossa chance para fazer, tivemos lance duvidoso de pênalti. Sabíamos que o jogo seria difícil, mas a equipe lutou. Poderíamos ter tido um pouco mais de controle, mas assim o River soube marcar, soube pressionar alto", completou.