Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / DÚVIDA!

Messi elogia Argentina, mas vira dúvida para próximo jogo: "Ainda não sei"

Após nova vitória da Argentina, Messi analisa atuação da equipe na Copa América, comemora classificação, mas é dúvida para próximo jogo

Redação Publicado em 26/06/2024, às 07h34

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Messi elogia Argentina, mas é dúvida para próximo jogo - Getty Images
Messi elogia Argentina, mas é dúvida para próximo jogo - Getty Images

Já nos momentos finais da carreira, Lionel Messi já tem precisado dosar os minutos em que fica em campo, principalmente pela seleção argentina, o que não aconteceu na última terça-feira, 25. O camisa 10 participou dos 90 minutos da vitória sobre o Chile, e logo depois do jogo comentou ao jornal "Olé" sobre sua análise.

"Foi um jogo muito disputado, tivemos dificuldade em encontrar espaços. Não quero enfatizar muito isso, mas o tribunal também não ajuda muito. Porque você não pode jogar de primeira classe, você não pode jogar rápido, você sempre precisa de mais tempo, mesmo dois. E fica difícil encontrar os espaços entre as linhas e quando você move de um lado para o outro, ele fica mais lento. Mas, conseguimos seguir em frente, obter a vitória e, principalmente, a classificação para ficarmos tranquilos", analisou Leo.

Na sequência, Messi foi perguntado sobre sua presença no último jogo da fase de grupos da Copa América, que será contra o Peru, no próximo sábado, 29. Apesar disso, o craque garantiu ainda não saber quais serão os planos da comissão técnica para a próxima partida, se limitando a dizer: "Ainda não sei (se será poupado)".

Messi em ação pela Argentina, contra o Chile
Messi em ação pela Argentina, contra o Chile - Getty Images

Com os seis pontos conquistados, nos dois jogos em que disputou, a Argentina é a primeira equipe classificada para o mata-mata da Copa América. Caso confirme a liderança na última rodada, irá enfrentar o segundo colocado do grupo B, que atualmente é o México, no dia 4 de julho.