Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / REBATEU!

Hermoso rebate Luis Rubiales e promove boicote à seleção da Espanha

Através de sindicato, atacante da Espanha Jenni Hermoso se pronuncia, reafirma que não houve consentimento no beijo de Luis Rubiales e revela que não jogará mais pela seleção caso dirigentes sigam em seus cargos

Henrique Cesar Mello
por Henrique Cesar Mello

Publicado em 25/08/2023, às 15h07

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Através de sindicato, atacante da Espanha Jenni Hermoso se pronuncia, reafirma que não houve consentimento no beijo de Luis Rubiales e revela que não jogará mais pela seleção caso dirigentes sigam em seus cargos - GettyImages
Através de sindicato, atacante da Espanha Jenni Hermoso se pronuncia, reafirma que não houve consentimento no beijo de Luis Rubiales e revela que não jogará mais pela seleção caso dirigentes sigam em seus cargos - GettyImages

Nesta sexta-feira, 25, a camisa 10 da Espanha, Jenni Hermoso, rebateu Luis Rubiales, presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), através de um comunicado das jogadoras da seleção espanhola feminina. Pouco depois do dirigente anunciar sua permanência no cargo, as atletas se juntaram para manifestar seu repúdio em nota divulgada pelo sindicato FutPro. Nela, a atacante afirma que não houve consentimento no beijo dado pelo mandatário durante a cerimônia de premiação da Copa do Mundo, ao contrário do que ele alegou, e ainda promoveu boicote à seleção.

“Quero esclarecer que em nenhum momento consenti o beijo que ele me deu. Não tolero que coloquem em dúvida minha palavra, muito menos que se inventem palavras que eu não disse”, declarou Hermoso, no comunicado.

Em Assembleia-Geral Extraordinária da federação espanhola, que aconteceu nesta sexta-feira, 25, Luis Rubiales afirmou que o beijo foi consentido e rechaçou renunciar seu cargo, que tem mandato até 2024. O presidente ainda afirmou que havia pedido a Jenni Hermoso para lhe dar um selinho em meio às comemorações dentro de campo. De acordo com o dirigente, a atleta entendeu o pedido e o encarou como uma anedota.

"O desejo que eu poderia ter naquele beijo era o mesmo que eu poderia ter beijando uma das minhas filhas. Portanto, não há desejo e não há posição de domínio. Foi um beijo espontâneo, mútuo e eufórico. E, acima de tudo, consentido”, disse Luis Rubiales.

Além disso, durante o comunicado, as jogadores da Seleção Espanhola se juntaram para anunciar um boicote a futuras convocações caso os “atuais dirigentes” permaneçam em seus cargos na federação do país. “Depois de todo o acontecido durante a Copa do Mundo Feminina, queremos manifestar que todas as jogadoras que assinam o presente comunicado não voltaram a uma convocação da seleção se continuarem os atuais dirigentes”, afirmaram.

O comunicado divulgado pela FutPro foi assinado por 53 atletas: Jennifer Hermoso, Alèxia Putellas, Misa Rodríguez, Irene Paredes, Ona Batlle, Mariona Caldentey, Teresa Abelleira, María Pérez, Cata Coll, Aitana Bonmati, Laia Codina, Claudia Zornoza, Oihane Hernández, Rocío Gálvez, Irene Guerrero, Alba Redondo, Athenea delCastillo, Eva Navarro, Enith Salón, Ivana Andrés, Patricia Guijarro, Lola Gallardo, Nerea Eizagirre, Ainhoa Moraza, Maria León"Mapi", Sandra Paños, Claudia Pina, Amaiur Sarriegi, Leila Ouahabi, Laia Aleixandri, Lucia García, Andrea Pereira, Vero Boquete, Ainhoa Tirapu, Sandra Vilanova, Ana Romero "Willy", Silvia Meseguer, Nagore Calderón, Carmen Arce "Kubalita", Priscila Borja, Natalia Pablos, Susana Guerrero, Larraitz Lucas, Isabel Benito, Amanda Sampedro, Isabel Fuentes, Elisabet Sánchez, Mari Paz Azagra, Vanesa Gimbert, Virginia Torrecilla, Leire Landa, Elisabet Ibarra, e Marta Torrejón.