Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / FIM?

Di María anuncia sua aposentadoria da seleção da Argentina após Copa América

Meio-campista do Benfica e campeão mundial da última Copa do Mundo anuncia aposentadoria e revela chances de voltar ao Rosário Central, time que o revelou

Henrique Cesar Mello
por Henrique Cesar Mello

Publicado em 17/10/2023, às 19h19

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Di María - Getty Images
Di María - Getty Images

Nesta terça-feira, 16, o meio-campista Angel Di María anunciou que irá se aposentar da Seleção Argentina depois da Copa América de 2024, que acontece entre os dias 20 de junho e 14 de julho, nos Estados Unidos. Junto a Lionel Messi, o jogador foi uma das peças principais do título da Copa do Mundo de 2022.

“É a Copa América e acabou. Esse é o último torneio. Vir para o Benfica me deu a possibilidade de continuar na Seleção e estou fazendo de tudo para estar na Copa América”, afirmou o argentino, durante sua participação no podcast “Todo Pasa”.

Os atuais campeões do mundo e da competição continental competirão com os 10 times da Conmebol e os seis melhores da Concacaf, que vão se classificar como convidados por meio da Liga das Nações 2023/24. Desde 2022, Di María indicava que estaria próximo de dar adeus para a Seleção. O camisa 11 teria afirmado que a partida contra a Venezuela pelas Eliminatórias da Copa seria a última em solo argentino com a camisa argentina.

Com 35 anos de idade, o argentino tem 134 partidas com a camisa da seleção, entre amistosos, Mundial, Copa América e Olimpíadas, sendo campeão de todas essas competições. Quando perguntado sobre seu futuro no futebol, Di María, que atualmente joga no Benfica, de Portugal, falou sobre a possibilidade de regressar para o Rosário Central, clube pelo qual foi revelado. “O futebol é assim, ele te leva, sempre disse que queria voltar quando me sentisse bem. Estou no meu auge e essa é uma opção, tenho uma boa relação com Gonzalo (Belloso), o presidente do Central”, disse.