Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / França

Deschamps após eliminação na Euro: "Fomos menos eficazes"

O nível estava um pouco acima, embora tenhamos tido a felicidade de abrir o placar e tudo mudou em quatro minutos", lamentou

Redação Publicado em 09/07/2024, às 19h33

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Didier Deschamps - Getty Images
Didier Deschamps - Getty Images

Após a eliminação para a Espanha na semifinal da Eurocopa 2024, o técnico da França, Didier Deschamps, destacou a superioridade espanhola e a falta de eficiência de sua equipe na conversão de chances.

"Houve muitos chutes para fora, isso também pode ser um bloqueio mental. É preciso fazer o gesto mais relaxado e, principalmente, acertar o alvo. Isso foi o que nos faltou desde o início da competição. Apesar disso, chegamos às semifinais. Felizmente, tive uma equipe que defendeu muito bem", afirmou. Como medida de comparação, de seis finalizações da Espanha, duas foram ao gol. Do lado francês, foram três no alvo e sete para fora.

Deschamps também fez uma avaliação do desempenho dos bleus na competição e comentou as críticas às atuações aquém da equipe. "Não estou aqui para comentar as críticas. Não há problema. Foi factual. Nunca neguei que não tivéssemos a melhor eficiência ofensiva. Foi preciso adaptar-se para ser eficaz e continuar. Chegamos às semifinais, cada um terá sua própria análise".

Além disso, as performances abaixo do esperado de Kylian Mbappé e Antoine Griezmann vieram à tona. Deschamps buscou eximir certa parte da culpa dos jogadores. "O fim da temporada deles foi difícil, Kylian teve um trauma (fratura no nariz). No final, ficamos aquém. Não vou procurar desculpas, mas começamos a preparação sem Adrien nem Aurélien. Fomos lidando com as urgências para sermos o mais eficazes possível. O nível estava um pouco acima, embora tenhamos tido a felicidade de abrir o placar e tudo mudou em quatro minutos", lamentou.

Com mais dois anos de contrato, já começam as especulações sobre quem estará à frente da França na próxima Copa do Mundo, em 2026. Deschamps despistou qualquer rumor. "Pergunte ao meu presidente. Acabamos de perder uma semifinal. Não responderei hoje. Vocês sabem muito bem o que meu presidente pensa", disse.