Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / PUNIÇÃO AMPLIADA!

Cléber Bonfim, do Ceará, sofre punição de 24 meses por doping

Nesta quarta-feira, 18, Cléber Bonfim, atacante do Ceará, teve sua punição por doping ampliada e terá que cumprir, ao todo, 24 meses longe dos gramados

Gustavo Aurélio
por Gustavo Aurélio

Publicado em 18/10/2023, às 19h54

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Cléber Bonfim, do Ceará, sofre punição de 24 meses por doping - Getty Images
Cléber Bonfim, do Ceará, sofre punição de 24 meses por doping - Getty Images

Nesta quarta-feira, 18, o Ceará recebeu uma péssima notícia. Após oito meses de sua primeira punição, Cléber Bonfim recebeu uma extensão de afastamento por cair no teste antidoping na última rodada do Brasileirão de 2022. Dessa forma, o atacante foi condenado a ficar 24 meses, contando desde fevereiro de 2023, afastado do futebol.

Após ser notificado da ampliação da punição, o clube cearense tentou entrar com recurso julgado em 2ª instância pelo Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de Antidopagem, mas a tentativa foi em vão. Após cumprir oito meses de afastamento, Cléber terá mais de um ano pela frente para voltar a atuar pelo Ceará.

Afastado desde fevereiro, Cléber estava voltando a treinar junto com o restante do elenco do Vozão. No entanto, após a notificação da Justiça, o clube informou que, nesta quarta-feira, 18, o atacante não esteve presente nas atividades coletivas realizadas no CT do Ceará, em Porangabuçu.

O atleta sofreu essa punição após ter um resultado analítico adverso no controle de dopagem em teste realizado antes da última rodada do Brasileirão 2022, competição que terminou com o Ceará rebaixado. Assim, tudo isso começou antes do confronto com o Juventude, lanterna da competição.

Cléber comemorando gol contra o São Paulo, em 2022 (Crédito: Getty Images)
Cléber comemorando gol contra o São Paulo, em 2022 (Crédito: Getty Images)

De acordo com a ‘TNT Sports’, a decisão que ocorreu nesta semana cabe recurso, mas está completamente nas mãos da assessoria jurídica particular do atacante, nada cabe ao Ceará, no momento.