Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / COPINHA!

Aster, Guaratinguetá e Ibrachina: saiba mais sobre as surpresas da Copinha

Diante de tantas surpresas na Copinha, o Aster Itaquá, AC Guaratinguetá e o Ibrachina se destacam; conheça melhor as "zebras" da Copa São Paulo

Gustavo Aurélio
por Gustavo Aurélio

Publicado em 18/01/2024, às 16h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Aster, Guaratinguetá e Ibrachina: saiba mais sobre as surpresas da Copinha - Maurício Rummens - Diogo Reis / Agência Paulistão - Reprodução / Instagram: @copinha
Aster, Guaratinguetá e Ibrachina: saiba mais sobre as surpresas da Copinha - Maurício Rummens - Diogo Reis / Agência Paulistão - Reprodução / Instagram: @copinha

A Copa São Paulo de Futebol Júnior é sempre recheada de surpresas e revelações. Muitas vezes individuais, mas o coletivo também pode chamar atenção na maior competição de base do Brasil. Sendo assim, chegando nas oitavas de final da Copinha, três clubes, que sequer têm equipes profissionais, roubaram a cena entre os 16 melhores times: Aster Itaquá, AC Guaratinguetá e o Ibrachina FC.

Esse trio, além de não estar entre os clubes mais tradicionais do país e serem muito jovens, são muito parecidos em suas estruturas. Todos são clubes formadores (os famosos “clubes de empresários”), que estão 100% focados na categoria de base e na formação de jovens jogadores. Saiba mais sobre cada um dos projetos!

Aster Itaquá

O Aster Itaquá é a equipe mais jovem desses destaques. Fundado em março de 2023, há cerca de dez meses, o clube-empresa é mais um braço do Grupo Aster, que tem o Aster Brasil, do Espírito Santo, como time profissional. Filiado à Federação Paulista de Futebol, o foco do clube é na formação de jogadores, trabalhando desde a categoria sub-9 ao sub-20.

Com apenas um gol sofrido e oito marcados em cinco jogos, o Aster Itaquá já fez história na Copa São Paulo. O clube não só chegou nas oitavas de finais, como teve que superar o bicampeão Palmeiras, em plena Arena Barueri. Assim, a equipe de Itaquaquecetuba, Zona Leste de São Paulo, vem representando e surpreendendo na competição.

AC Guaratinguetá

O AC Guaratinguetá é outro clube que superou grandes clubes em sua campanha e chama atenção nesta fase. Fundado em dezembro de 2021, a equipe tem o foco de formar jovens jogadores no interior de São Paulo. Além do objetivo no futebol masculino, o time também conta com um elenco feminino, que disputa o Paulistão sub-17.

Após uma estreia com derrota, para o Bragantino, o Guaratinguetá arrancou com uma campanha de recuperação, vencendo o Joinville e empatando com o Bahia, na fase de grupos. Na sequência, o clube deixou para trás o Cuiabá e o Taubaté para chegar nas oitavas de final da Copinha.

Guaratinguetá enfrentando o Bragantino, na Copinha (Crédito: Diogo Reis / Agência Paulistão)
Guaratinguetá enfrentando o Bragantino, na Copinha (Crédito: Diogo Reis / Agência Paulistão)

Ibrachina FC

De todos os clubes citados, o Ibrachina FC é o mais "tradicional", com três anos de existência. Fundado por irmãos chineses, Henrique Law e Thomas Law, o projeto tem o objetivo de integrar a cultura da China com o Brasil. Porém, isso é vinculado a uma estrutura de formação de jovens jogadores, com equipes de categorias de base sediadas na Mooca, em São Paulo. 

Superando o Vitória, na disputa de pênaltis, o Ibrachina igualou sua melhor campanha na Copinha, que aconteceu em 2023, ao atingir às oitavas de final. Na última quarta-feira, 17, após arrancar um empate com o Coritiba, o time paulista se despediu da competição nos pênaltis. 

Das três equipes destacadas, o Aster Itaquá foi a única que avançou às quartas de final, após eliminar justamente o AC Guaratinguetá, pelo placar de 2 a 1, em confronto emocionante. Agora, a equipe da Zona Leste de São Paulo enfrenta o Flamengo, nesta sexta-feira, 19, às 19h (horário de Brasília).