Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Fórmula 1 / EITA!

F1: Horner recusa ideia de temporada já garantida pela Red Bull

Dirigente da Red Bull Racing na F1, Christian Horner minimizou a vantagem obtida na classificação geral e evitou projetar campeões em ambas categorias

Ligia de Toledo Saicali
por Ligia de Toledo Saicali

Publicado em 12/06/2023, às 13h10

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Christian Horner, da Red Bull, na F1 - Getty Images
Christian Horner, da Red Bull, na F1 - Getty Images

Christian Horner, chefe da Red Bull Racing na F1, negou o favoritismo de sua equipe na temporada de 2023. Apesar da vantagem expressiva tanto no campeonato de pilotos quanto no de construtores, o dirigente declarou que o foco é projetado sobre uma corrida por vez, sem grandes previsões a respeito do futuro.

“Você sempre terá alguém dizendo algo assim”, declarou Horner em entrevista ao portal "Autosport". “Acho que ambos os campeonatos parecem muito saudáveis para nós no momento, mas nosso foco agora é Montreal, e isso será tentar nossa 100ª vitória na F1”. A elite do automobilismo voltará às pistas neste final de semana com o GP do Canadá.

“Depois disso, será a corrida em casa na Áustria, depois será a outra corrida em casa em Silverstone. Simplesmente você vai de evento em evento, e não se permite pensar muito no futuro”, completou o chefe da Red Bull Racing. Além disso, Horner destacou que a escuderia se empenhou duramente até ocupar o lugar de destaque no grid.

“Passamos sete anos tentando voltar a uma posição de vitória, e perder dói [...]. Acho que trabalhamos muito para chegar a essa posição. Acho que toda a equipe como uma unidade, e não apenas Max, é toda a equipe operando em um nível tão alto que temos um carro fenomenal”, explicou o dirigente.

Max Verstappen e Christian Horner, da Red Bull Racing
Max Verstappen e Christian Horner, da Red Bull Racing (Créditos: Getty Images)

Estamos muito orgulhosos disso. Significa muito mais, pois estávamos lá, depois caímos e lutamos para estar lá novamente. Cada membro da equipe desempenhou um papel crucial nesse desempenho, e a F1 é um dos esportes mais competitivos do mundo e operar no nível que estamos é algo que você deve comemorar”.