Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Fórmula 1 / CHEFÃO DA WILLIAMS

Drugovich na Fórmula 1? Chefe da Williams abre o jogo sobre Sargeant

Chefe da Williams, James Vowles avaliou o desempenho de Logan Sargeant na Fórmula 1; norte-americano se envolveu em acidentes nos últimos GPs

Gabriela Santos
por Gabriela Santos

Publicado em 28/09/2023, às 12h54

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Drugovich na Fórmula 1? Chefe da Williams abre o jogo sobre Sargeant - GettyImages
Drugovich na Fórmula 1? Chefe da Williams abre o jogo sobre Sargeant - GettyImages

James Vowles, chefe da Williams, afastou as esperanças do torcedor brasileiro para a titularidade de Felipe Drugovich em uma equipe de Fórmula 1. O mandatário avaliou o desempenho do estreante Logan Sargeant e indicou a permanência do piloto norte-americano no próximo ano.

No entanto, o futuro de Sargeant na principal categoria do automobilismo está indefinido. Sem mostrar melhora, ele está sob pressão por conta de uma série de acidentes desde o retorno da F1 após as férias de agosto.

O norte-americano esteve envolvido em um forte acidente na classificação e na prova do GP da Holanda, bateu nas barreiras no GP de Singapura e sofreu outro grande acidente no Q1 do GP do Japão.

O desempenho de Sargeant colocou Felipe Drugovich, Liam Lawson e Mick Schumacher como os principais alvos de especulações de quem seria o novo companheiro de Alex Albon na Williams na próxima temporada.

Sargeant, da Williams
Sargeant, da Williams (Crédito: GettyImages) 

Em vídeo na “Vowles Verdict”, no site da equipe, o chefe indicou que a Williams deseja o sucesso do norte-americano e que a ideia inicial é manter a dupla para o ano que vem. O mandatário ainda bancou a oscilação do estreante na categoria.

“Logan tem metas muito claras que precisa atingir antes do final da temporada e estamos trabalhando com ele continuamente. Esse é o ponto importante: estamos trabalhando com ele. Queremos que ele tenha sucesso e que esteja no carro no próximo ano. Isso também depende muito de nós”, seguiu.

“Pegamos alguém diretamente da Fórmula 2 sem nenhum teste significativo, colocamos um dia e meio no Bahrein com esse carro e depois desejamos a ele o melhor em uma temporada que tem sido terrivelmente desafiadora para pilotos novatos, ponto final”, completou.

Acidente em Suzuka

“Havia alguns sinais muito positivos a serem extraídos disso", disse ele. "Em primeiro lugar, Logan não tinha a mesma especificação aerodinâmica que Alex tinha. Temos atualizações que estão no carro de Alex e que não estão no de Logan devido à quantidade de atritos que tivemos este ano. Muitas vezes, quando você vê uma diferença de desempenho, ela não é exatamente o que parece nas páginas de cronometragem”, disse Volwes.

“Além disso, se olharmos para o caso de Suzuka, ele fez uma preparação durante o fim de semana. Ao entrar no TL3, ele fez um tempo igual ao de Alex e, ao entrar na classificação até o acidente, ele estava a um décimo do desempenho de Alex também, em um dos circuitos mais complicados da temporada”, seguiu.

“Portanto, o progresso existe em certas formas, mas claramente está sendo prejudicado por uma série de outros problemas e acidentes que também apareceram”, completou.